Brasileiro adora perder dinheiro com títulos de capitalização. E é por isso que os programas de fidelidade estão fazendo tantos sorteios de milhões de pontos e milhas.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Eu ia fazer esse post comentando o mais recente sorteio de “milhões de milhas” de um programa de fidelidade brasileiro.

Seria sobre o Tudo Azul, e sua campanha promocional de sortear 7 milhões de pontos Tudo Azul, no seguinte esquema: 5 sorteios de 1 milhão de pontos, 10 prêmios de 100.000 pontos e 100 prêmios de 10.000 pontos, somando, com isso, 115 premiados.

Tudo Azul 7kk pontos sorteios

Para participar da promoção, é preciso transferir no mínimo 10.000 pontos de cartões de crédito até o dia 14.12.2015. Quem transfere 10 mil pontos ganha 1 número da sorte, e mais um cupom a cada mil pontos transferidos.

Mas por quê isso acontece? Por que os programas de fidelidade nacionais resolveram “investir” tanto nesses sorteios de milhões de pontos e milhas?

Tudo começou com o Amex, ano passado, conforme divulgado aqui com exclusividade. E foi sendo acompanhado por praticamente todos os programas de milhagens nacionais: Smiles, Santander Super Bônus, Dotz, Citibank AAdvantage

Ora, simples: porque brasileiro adora perder dinheiro com título de capitalização. A base dos sorteios é a mesma base sobre a qual se fundamenta os sorteios dos TCs: é a “fé” dos apostadores de que irão ganhar uma bolada de prêmios. E é com base nessa crença que as empresas apostam para adicionar clientes à sua base, inflacionar os prêmios de resgates (né Smiles?), e tirar clientes da concorrência.

Já estou cansado de noticiar sorteios dos milhões de milhas e pontos. No começo, até que achava interessante, mas depois fui vendo que essa é uma coisa que ocorre somente no Brasil, e que não agrega praticamente nada de vantajoso ao cliente, já que as chances de ganhar um sorteio desses é ridiculamente pequena (1 em 100.000, em boa parte dos casos).

Veja que, nos EUA, dificilmente se vê um programa de fidelidade fazendo sorteios de milhões de milhas e pontos. Por quê? Ora, porque o norte-americano médio tem cultura e educação financeira suficiente para perceber que não há como extrair vantagem prática disso.

Mas o brasileiro médio não, prefere acreditar na “sorte”, e vê o prêmio dos milhões de milhas e pontos como se fosses milhões de reais, o que não é verdade.

Não dá pra encarar uma conta de milhagens como uma conta de investimentos, já que as milhas e pontos, apesar de terem valor financeiro, depreciam seu valor ao longo do tempo, em função das constantes desvalorizações das tabelas de resgates.

Conclusão

Encare esses sorteios de milhas e pontos apenas como um “plus”, uma chance adicional de ganhar algo em troca do uso do cartão de crédito que você já ia fazer de qualquer jeito, ou uma transferência de pontos que você já ia fazer de qualquer jeito, independentemente da existência do sorteio.

Por exemplo, se você já usa o cartão Santander normalmente no seu dia-a-dia, encare a promoção que dá o milhão de pontos Super Bônus apenas como um benefício adicional do cartão; mas não gaste a mais apenas para ter “números da sorte” a mais.

Se der para participar dos sorteios e “encaixar” essas promoções dentro do uso normal que você já faz do cartão ou das transferências de pontos que você já ia fazer, tudo bem. Mas não encare isso como o motivo principal para você gastar mais ou transferir pontos para um programa do qual você não irá resgatar prêmios, pois as chances de se decepcionar serão grandes. #FicaADica

p.s.: ah, sim, e sobre a promoção do Tudo Azul, sem comentários. Depois de instituírem a ridícula taxa de conveniência para clientes que emitem prêmios em casa, eu não tenho muito o que falar desse péssimo programa de fidelidade…

Tagged as:

4 Comments

  1. Rodrigo Resende 03/12/2015 at 06:58 #

    Concordo em gênero, número e grau contigo, Guiherme.
    Ainda a respeito da ridícula taxa de conveniência (conveniente para a Azul; não para os clientes), quero contar à comunidade leitora deste blog que, na última emissão que fiz no Tudo Azul, usei a opção pontos mais dinheiro, que me dava um desconto de 10% no preço do bilhete, não porque acho essa opção uma boa, mas para liquidar os poucos pontos que tinha neste cartão.
    O resultado foi que o valor que foi descontado foi praticamente todo absorvido pelo valor da ridícula taxa de conveniência. Noutras palavras, deram com uma mão e tiraram com a outra…
    Fica a dica para que fiquem atentos a mais esta pegadinha do TudoAzul, fugindo da emissão com pontos + dinheiro, ainda que o propósito seja zerar o (pequeno) saldo do TudoAzul. É a maior roubada, visto que é melhor pagar o valor cheio e, pelo menos pontuar normalmente no programa, ainda que esteja um lixo.
    Esses programas de fidelidade estão desanimadores, viu. Querem nossa fidelidade, mas não nos contemplam com igual sentimento.

    • Carlos 03/12/2015 at 12:45 #

      Acho que a questão é esquecer o nome de programa de fidelidade e assumir como programa de milhagem. Antigamente, o nome até fazia sentido, pois a única forma de conseguir milhas era voando. Hoje, voar parece ser a forma mais indesejada que as companhias oferecem milhas, reduzindo as quantidades oferecidas cada vez mais para o maior número de tarifas. O filão agora é vender milhas ou transferir do cartão de crédito.
      Por isso, não esquento muito com alterações nos programas nacionais, já que minhas milhas da Tam vai para a AA, Azul para a United e a Gol é a única que ainda pontuo no Smiles, mas posso mudar também se a piora das tabelas realmente acontecer. O pouco de milhas que tenho nos programas nacionais vêm de Premmia e Ponto Frio.
      No final é uma relação interesseira de mão dupla. Se tiver alguma promoção boa, transfiro ou compro pontos. Se não, passar bem.

      • Guilherme 09/12/2015 at 21:08 #

        Ótimo depoimento, Carlos!

    • Guilherme 09/12/2015 at 21:07 #

      Ótimo depoimento, Rodrigo!

      Vou sair do Tudo Azul também assim que zerar o que ainda resta por lá. Foi a maior decepção dentre os programas nacionais de milhagens.

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×