Rumores: vêm aí *GRANDES* mudanças no AAdvantage (e parece que não seriam tão ruins quanto se especulava)…

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Há tempos o mundo das milhas e pontos especula sobre as mudanças a serem feitas no AAdvantage. Afinal, Delta e United reformularam para pior seus respectivos programas de milhagens, adotando um modelo baseado em dinheiro, e não em voos. Ou seja, quanto mais você gasta em dinheiro, mais benefícios elite você tem.

AA

O blog One Mile At A Time reportou, a partir de informações obtidas no Fórum Travelling Better, que haverá grandes mudanças já para o ano que vem no AAdvantage, mas que elas não seriam tão ruins quanto se imaginava.

Seguem algumas considerações do JonNYC, que parece ter informações obtidas a partir de fontes internas do AAdvantage:

“No minimum spend for elite

No $-based elite earning (but bonuses for higher spend)

No change to level for elite

No change to segment qualification.”

Os clientes Executive Platinum receberão apenas 4 SWUs (atualmente são 8), mas parece que haverá um mecanismo para que eles ganhem mais no decorrer do ano…

Haverá também mudanças nas regras de acúmulo de EQMs (para melhor) e RDMs (para pior):

“EQMs will be:

Full fare First/Business F/J 3 EQMs per mile flown
Discount fare First/Business 2 EQMs per mile flown
Full fare Y/B 1.5 EQMs per mile flown
Discount Main Cabin 1 EQM per mile flown

RDM will be entirely reworked in late 2016. ($$ x status)”

Mas o que nos deixa mais “aliviado” é a conclusão dele:

“My review; absolutely excellent. YES, there are a few takebacks, etc., but I see this as the best anyone could have possibly hoped for.”

Conclusão

Parece que a tabela de resgates inevitavelmente mudará para pior. O que eu suponho é que as viagens do Brasil para os EUA, em classe econômica, que atualmente estão uma verdadeira barganha (20k e 30k one way, para baixa e alta temporada) aumentem para algo em torno de 30k a 40k.

Por outro lado, fico aliviado em saber que para alcançar as categorias elite o componente dinheiro mínimo gasto não existirá.

Gostei também da manutenção do lema “uma milha voada é uma milha ganha”, e parece que o AAdvantage premiará os clientes que compram as cabines premium, ou tarifas cheias em classe econômica, com mais EQMs (pelo visto a atual promoção de bônus em EQPs seria uma espécie de “teste” para ver se isso iria trazer mais dinheiro para a AA – e aparentemente isso está funcionando). Inclusive, já tem gente especulando que vai ser mais fácil no futuro conquistar status elite no AAdvantage…

O (possível) ponto negativo vai ocorrer mais para o final de 2016, pois a quantidade de milhas ganhas para efeitos de resgates (RDMs) será baseada no gasto em dinheiro cumulado com o status elite do associado.

Mas, enfim, é bom saber que as mudanças não vão ser tão ruins quanto se imaginava, pois eu já estava pesquisando programas de milhagens alternativos para substituir o AAdvantage como o meu principal FFP (e parece que não vou precisar fazê-lo 😀 ).

Tagged as:

Trackbacks/Pingbacks

  1. ALERTA DE TARIFAS! Cansado de ver passsagens em promoção para viajar *NO FRIO*? Pois a American Airlines tem passagens em classe executiva para Nova York por R$ 4.012, COM TAXAS INCLUSAS, para viajar *NO VERÃO*! Datas inclusive nas férias de julho! | - 12/11/2015

    […] lembrar que, com as prováveis mudanças no AAdvantage ocorrendo já no ano que vem, seria possível adquirir o status Gold com apenas uma viagem […]

  2. ALERTA DE TARIFAS! Cansado de ver passagens em promoção para viajar *NO FRIO*? Pois a American Airlines tem passagens em classe executiva para Nova York por R$ 4.012, COM TAXAS INCLUSAS, para viajar *NO VERÃO*! Datas inclusive nas férias de julho! | M - 12/11/2015

    […] lembrar que, com as prováveis mudanças no AAdvantage ocorrendo já no ano que vem, seria possível adquirir o status Gold com apenas uma viagem […]

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×