TAM implementa mudanças positivas na estrutura de acúmulo de pontos por voos no TAM Fidelidade, mas deixa inalterados inúmeros outros itens que mereceriam uma revisão

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

O programa de milhagens da TAM passará por algumas mudanças na estrutura de acúmulo de pontos em voos pagos em dinheiro, que têm impacto direto na qualificação para as diversas categorias elite do programa. Confiram:

Em voos nacionais, a pontuação será baseada na quantia paga em dinheiro:

TAM FId 0

Já em voos internacionais, a pontuação será baseada na distância percorrida, em milhas, combinada com a tarifa escolhida:

TAM Fid 1

As conexões serão contabilizadas para upgrade de categoria, o que até então não ocorria:

TAM Fid 2

Foi diminuída a quantidade de pontos para conquistar/manter-se nas categorias Azul e Vermelho:

TAM Fid 3

O período de acúmulo considerará o ano civil, ou seja, os meses de janeiro a dezembro:

TAM Fid 4

Vale lembrar também que as regras de acúmulo variarão conforme o domicílio do associado.

Conclusão

Como se pode ver, as mudanças, positivas, por sinal, ocorreram apenas na estrutura de acúmulo de pontos qualificatórios para upgrade de categorias no FFP – Frequent Flyer Program.

Inúmeros outros itens foram mantidos intactos, mas que mereceriam sem dúvida uma alteração, dentre os quais destacamos:

  • Irrisória validade de apenas 2 anos dos pontos acumulados (no Smiles, por exemplo, a validade varia de 3 anos, para quem não tem status elite, e vai até 5 anos, para os top FFs);
  • Tabela de resgate de pontos, que permanece a mesma (e ruim em vários itinerários);

De qualquer forma, essa mudança não muda em nada minha opinião, ou seja, vou continuar pontuando meus voos nas cias. One World no AAdvantage, que ainda possui uma estrutura de acúmulo e resgate de pontos bem mais interessante e compatível com meus objetivos de viagens do que o do TAM Fidelidade.

Tagged as:
No comments yet.

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×