Dúvida do leitor: qual banco oferece hoje um bom cartão de crédito, com boa pontuação, e que não custe uma fortuna em pacote de serviços?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Resolvi publicar essa dúvida do leitor SwineOne, pois pode ajudar outros leitores que se encontram numa situação semelhante:

“Gostaria de aproveitar para registrar que o HSBC está simplesmente caindo aos pedaços. Pelo jeito a notícia da venda desanimou todo mundo por lá, e decidiram acabar com qualquer atratividade do banco de vez.

Em particular, cito as duas coisas que mais me afetaram: a transferência de pontos para a Accor Hotels está fora do ar há pelo menos um mês e meio (embora, ao entrar em contato com eles, receba a informação que é uma “inconsistência pontual” que “já fora [sic] regularizada”). Na verdade acho que a parceria foi encerrada, mas não estão orientando os pobres coitados do call center. E em segundo lugar, antes conseguia CDBs com 98% do CDI mesmo para valores baixos de aplicação, mas agora isso caiu para 93% do CDI.

Estou decidido a trocar de banco, e aproveito para deixar uma pergunta para você e os leitores do blog: qual banco hoje oferece um bom cartão de crédito, com boa pontuação e cotação do dólar, a baixo custo (ou que pelo menos permita negociar fortemente a anuidade na prática), e que não exija um pacote mensal de tarifas do banco que custe uma fortuna? Pelo que pesquisei o Santander parece ser a melhor opção”.

…………

Analisando as opções de bancos que temos no Brasil, dentro das necessidades do SwineOne, vemos que de fato o Santander é o que oferece a melhor relação custo vs. benefício.

Santander

O Bradesco é carta fora do baralho, pois piorou muito a pontuação de seus cartões de crédito, seguindo a linha do Itaú, que é a opção sempre a ser descartada.

A CEF poderia ser uma opção, não fosse o fato de estar tendo muitos problemas ultimamente por conta de casos de clonagens, dificuldades no cálculo correto dos pontos, e atendimento confuso no call center. Portanto, a CEF também está descartada.

O Banco do Brasil poderia ser uma alternativa viável, não fosse o fato de que só envia para Smiles, Multiplus e Tudo Azul. Por conta da restrição de parceiros aéreos, acaba sendo também um banco a ser descartado.

Conclusão

Então, no final das contas, resta mesmo o Santander como opção. Ele tem sido um dos poucos bancos a ainda oferecer algumas vantagens em termos de cartões de crédito, como a vigente campanha de pontos extras. Além disso, tem uma das melhores variedades de parceiros aéreos do mercado. Pesa contra o Santander o recente aumento do valor mínimo de transferência de pontos para cias. aéreas, para 15 mil.

E você? Que sugestão daria para o SwineOne

24 Comments

  1. Marcela 29/07/2015 at 18:02 #

    Oi Guilherme!

    Meu marido tem conta no HSBC e já que ele vai deixar de existir em breve também estávamos em busca de uma alternativa menos pior, que oferecesse um cartão bom. Como a gente também tava de olho no cartão da AA do Citibank ele acabou indo na agência pra ver se rolava de abrir conta lá e como funcionava e tal… Bom, o processo todo começou já faz uns 2 meses e a conta foi aberta mas nada do cartão chegar… Na verdade ele conversou e pediu o platinum, já que todos os nossos já são platinum e no fim acabaram mandando errado o AA gold, que é bem pior… Enfim, mandamos mais comprovantes de rendimento, faturas pagas de cartão e agora parece que vai dar certo… Como o nosso objetivo era mesmo ter o cartão para acumular pontos pra American acabamos unindo as duas coisas… Espero não ter mais muita dor de cabeça!

    • Leonardo 31/07/2015 at 00:11 #

      Venho me decepcionando com o Citibank ultimamente. Faz 2 meses que pedi o Diners e nada. Não consigo contato com minha gerente. Assim é difícil… vou jogar uma isca lá, falar que estou interessado num título de capitalização. haha

      • Guilherme 31/07/2015 at 23:35 #

        Rsrsrsrsrs…..boa essa isca, Leonardo!

      • ferreira 01/08/2015 at 11:18 #

        O melhor Banco que tinha para se dificilmente voce vai achar um melhor eu não tenho queixa do HSBC,ter conta era o HSBC,pena que vá swr vendido ,jámtive contan ,no Itau(não gostava),City (na époc era muito procurdo mas agora ficou iguql aq qualquer banco de varejo), ,mantenho conta no Banco do Brasil,mas só usoo MASTERCARD do HSBC,que me propicia, 1,7 pontos para cada dolar gasto e além disso ,conforme o seu gasto ainda lhe dá um bonus,que varia conforme seu gasto.Agora quanto ao assunto que o HSBC, não tem mais como parceiro a ACCOR,para mim não fz diferença,pois eu transfiro os pontos para o MULTIPLUS e lá posso se quiswer passar para a Rede ACCOR,ou para a ATLANTICA ou para a Hilton HONORS,pena a saída anunciada do HSBC do Brasil,pois não rem substituto a altura .

    • Guilherme 31/07/2015 at 23:34 #

      Oi Marcela, realmente, tem bastante gente saindo do HSBC pelas incertezas quanto ao futuro.

      Tomara que dê tudo certo na aquisição dos Platinums AA do Citi!

      Abraços!

  2. Albino 29/07/2015 at 18:24 #

    O Amex The Platinum Card é uma excelente opção, porém tem uma anuidade bem salgada. Se a pessoa usar bastante o cartão, pode compensar. Inclusive, na renovação vi relatos que se consegue reduzir bastante. Mesmo assim ele tem acesso a várias salas vip no mundo e transfere para a maior gama de programas de milhagens.

    • Carlos 29/07/2015 at 18:41 #

      Discordo só em relação ao acesso a várias salas VIP, as opções são um pouco limitadas (SDU, CGH, GRU, EZE, MIA, DFW, LGA, LAS, SFO, SEA e salas Delta e uma outra rede). Para os EUA, não está ruim, mas para outros países, sim.

      • Guilherme 31/07/2015 at 23:37 #

        Olá Albino, realmente, o TPC tem dois grandes diferenciais, que são a imprescritibilidade dos pontos e a vasta quantidade de parceiros. Ainda há um terceiro, que são as constantes promoções de bônus de transferências.

        Sobre as salas VIP, me parece que o Amex tem investido na construção de salas VIP próprias ao redor do mundo, mas, como o Carlos falou, faltam opções próprias sobretudo na Europa, Ásia e Oriente Médio.

        Abraços!

  3. Carlos 29/07/2015 at 18:44 #

    Pela pergunta do SwineOne, eu diria o BB, já que ele não cita a quantidade de parceiros, mas concordo que isto é um problema (e motivo pelo qual o TPC é meu principal, BB backup e Diners para acesso a salas vip).

    • Guilherme 31/07/2015 at 23:38 #

      Exato, Carlos, de repente, se o Multiplus for o principal programa de milhagens dele, até que seria uma opção, não fosse o fato de os cartões BB serem sempre excluídos das promoções de bônus.

  4. FairiesWearBoots 29/07/2015 at 20:00 #

    Alguém saberia informar quanto estão pagando as melhores opções de renda fixa do Citi e do Santander?

    • Rodrigo Resende 29/07/2015 at 20:22 #

      No máximo 0,96% a.m., mas sobre esse percentual ainda incide imposto de renda, o que faz cair bastante.

    • Leonardo 31/07/2015 at 00:13 #

      A melhor opção é você operar renda fixa fora desses bancos. Nada de muito extraordinário lá.

      • Guilherme 31/07/2015 at 23:39 #

        Concordo com o Rodrigo e o Leonardo, o negócio é caçar oportunidades com as corretoras de valores, que estão oferecendo produtos muito mais competitivos.

        • FairiesWearBoots 01/08/2015 at 12:30 #

          Concordo apenas em partes. Os produtos oferecidos pelas corretoras, de regra, não oferecem resgate antecipado. Sem dúvida, são produtos com rentabilidade mais competitiva. Contudo, como não sabemos o dia de amanhã, há de se manter um colchão de liquidez, isto é, com liquidez diária. Meu colchão está no BB (sou Servidor Público e recebo por ele): LCA pagando 84% do CDI (novas aplicações estão oferecendo apenas 83% agora). Os benefícios que lá tenho são em razão da condição de Servidor e não em função de reciprocidade. Assim, não me importaria em enviar alguns recursos para tais bancos em troca de algum benefício extra.
          Mais uma coisa, só invisto com corretoras quando não é possível aplicar diretamente com as intituições. Logo, pergunto: como as corretoras estão sendo remuneradas?

          • Guilherme 01/08/2015 at 14:56 #

            Oi Fairies, a estratégia tem que ser essa mesma: investimentos com liquidez em bancos, e investimentos com menos liquidez, mas mais competitivos, através de corretoras.

            As corretoras ganham com a possibilidade de o cliente vir a investir através do home broker ou Tesouro Direto. Algumas ainda cobram uma porcentagem sobre as Letras oferecidas.

            Abraços

  5. Rodrigo Resende 29/07/2015 at 20:30 #

    Eu também mantenho os cartões Visa e Master, ambos platinum, do Santander. Mas devo confessar que tenho me desanimado com o reduzido acúmulo de pontos nos últimos tempos, notadamente em razão da alta cotação do dólar, que é referencial para conversão para pontos.

    Outra questão que eu acho relevante considerar é que eu nada pago de anuidade do Cartão de crédito lá, pois mantenho R$80mil de investimentos (50mil em LCI a 83% do CDI de seis meses e o restante em renda fixa) e, a partir deste patamar, tenho um pacote de serviços “gratuito” que inclui o cartão de crédito.

    Como, todavia, as remunerações de investimentos lá são um pouco reduzidas (como todos os bancos maiores), ainda diversifico um pouco no BB e outro tanto em corretoras que comercializam LCA e LCI com taxas bem mais atrativas. Ou seja, O Santander é para usar o cartão de crédito e os demais é pra ganhar mais dinheiro.

    Agora, se eles aumentarem o valor mínimo de investimentos para ter esta isenção de anuidade (tal como o Itaú fez) eu devo repensar minha estratégia para buscar algo mais interessante.

    • Guilherme 31/07/2015 at 23:40 #

      Oi Rodrigo, excelente estratégia.

      Gostei particularmente da sua frase: “O Santander é para usar o cartão de crédito e os demais é pra ganhar mais dinheiro.”

      Abraços

  6. Rafael 30/07/2015 at 19:04 #

    Minha opinião é que não existe banco bom. Existe banco que está bom (ou razoável) no momento.
    E também é difícil encontrar um banco razoável em todos os aspectos.
    Segue minha análise dos 4 bancos que tenho algum relacionamento:

    ITAÚ: Pior dentre os grandes bancos. Já esteve muito bom, mas desde a aquisição do Unibanco (não sei se é apenas coincidência) tem piorado em todos os sentido (dólar passou de comercial para turismo, pontuação do programa agora multiplica por 0,8, fecharam as salas nos aeroportos, etc …). Só não fechei minha conta no Personnalité pq estou isento de todas as tarifas.

    CAIXA: Pior atendimento mas o melhor dólar (= comercial). Recomendaria se não estivessem travadas as transferências para a TAP.

    BB: Banco razoável. Usa dólar comercial + 2%. Vai perder o seu grande diferencial no fim do ano, que é a pontuação no débito (quem paga boletos nas máquinas Itaú faz o milagre da multiplicação dos pontos). A propósito, sugiro que todos os correntistas façam reclamações no atendimento e na ouvidoria do BB sobre isto. Eu fiz. Ponto negativo é que só transfere para cias brasileiras. Ponto positivo é permitir transferência para o BB Américas sem taxas.

    SANTANDER: Atendimento razoável. Dólar alto (igual ao Itaú), mas tem o melhor programa de fidelidade. Constantemente faz promoções dando altas pontuações (atualmente meu cartão pontua 4 / 1 usd) e transfere pra algumas cias estrangeiras.

    Minha sugestão: Não vá para o Itaú. Dentre os outros 3, escolha aquele que não te cobrar tarifas de contas e anuidades.

    Não dê dinheiro de graça pro banco (pagando pacote de serviços ou anuidades de cartões). Vc já deixa com eles um bom dinheiro no spread qd investe alguma coisa.

    Ah, para investimentos sugiro analisar as corretoras. Deixe no banco apenas uma reserva para emergência que tenha liquidez.

    • Leonardo 31/07/2015 at 00:15 #

      Ótimas dicas!

      • Guilherme 31/07/2015 at 23:41 #

        Concordo com o Leonardo, ótimas dicas!

        Já houve um tempo em que o Bradesco tinha os melhores cartões de crédito do mercado.

        Atualmente, em termos de milhas e pontos, Caixa, BB e Santander estão um pouco acima dos demais, cada um com seus pontos fortes e fracos.

  7. Fabio 31/07/2015 at 21:35 #

    Leandro,
    Eu uso o AMEX Platinum, e consegui negociar isenção de anuidade desde que mantivesse gastos médios de R$ 3 k / mês (incluí pai e mãe, e consigo atingir tal média centrando todas as despesas no cartão).

    Rendimentos: invisto sempre com a Ourinvest (www.ourinvest.com.br), que distribui CDBs, LCI/As de bancos de 2a linha, mas com garantia de até R$ 250 k / banco / CPF do Fundo Garantidor de Crédito do Banco Central. Vc consegue acessar rendimentos de até 124% do CDI para prazo de 4 anos. Vide explo de taxas de hj, 31/7, em http://bit.ly/1MCOHI0

    • Guilherme 31/07/2015 at 23:42 #

      Ótimas dicas, Fábio!

  8. Luiz 14/08/2015 at 10:37 #

    Pessoal, acabei de ter uma daquelas negociações chatas de anuidade e dessa vez não consegui a isenção do Infinite, portanto vou cancelar.

    O gerente não quer estornar a primeira parcela da anuidade que já foi lançada na fatura e nem mesmo emitir o Platinum isento! Banco do Brasil tá fazendo jogo duro (ou eu não tenho poder nenhum de barganha hehehe).

    Mas o problema mais urgente, e que peço a ajuda de vocês é o seguinte: o gerente disse que se eu cancelar o Infinite agora, é possível que meus pontos (aprox. 11k) fiquem bloqueados. Inclusive me ofereceu para transferir para o Dotz.

    Não sei de onde ele tirou isso, mas fiquei com medo (e sem saco para brigar com ele). Mas também não quero transferir para o Dotz, porque até onde eu sei não é muito vantajoso (não sei como está agora…). E também não estou nada contente em ter que transferir os pontos sem aproveitar uma promoção. Então a pergunta é: existe alguma promoção de transferência em algum programa por aí? Se não, o que vocês fariam na minha situação?

    Muito obrigado!

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×