HSBC irá vender a filial no Brasil. Quais os reflexos disso no mundo das milhas e pontos?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Conforme amplamente noticiado pela mídia, o HSBC anunciou que irá encerrar suas operações no Brasil. Mas quais serão as consequências práticas desse anúncio no mundo das milhas e pontos brasileiro?

HSBC

Bom, os clientes dos atuais cartões HSBC provavelmente serão convidados a terem seus plásticos substituídos por cartões equivalentes do banco que for comprar a filial brasileira. Parece que estariam na disputa o Bradesco e o Itaú. Assim, que tem um HSBC Mastercard Platinum teria seu cartão substituído por um Bradesco Platinum ou, o que é pior, por um Itaucard Platinum (que pesadelo…..rsrsrs).

Conclusão: seja de um jeito, seja de outro, haverá perdas (grato ao leitor sorms pela correção!).

Isso porque o HSBC Rewards tem mais parceiros aéreos para transferência de pontos, como a British Airways (Executive Club), e a Avianca Brasil (Amigo), parceiros esses que o Itaú, por exemplo, não possui – e nem o Bradesco, no caso do Executive Club.

Além disso, o HSBC possui algumas salas VIP no Brasil, como nos aeroportos de Curitiba e Congonhas, os quais seriam (ou melhor, serão) desativados em breve.

Conclusão

Péssima notícia para o sistema bancário nacional, que vai ficando, assim, cada vez mais concentrado, o que, por tabela, diminui a quantidade de opções de cartões de crédito para acumular milhas e pontos.

Tagged as:

4 Comments

  1. Nuno 10/06/2015 at 11:20 #

    Oi, Guilherme! Cheguei há pouco ao Brasil e estou considerando um cartão de crédito que acumule milhas. As milhas da TAM/Multiplus parecem ser as mais valiosas. Tem algum artigo recente que compare os carões no mercado? Algum conselho? É fácil negociar a isenção da taxa anual do cartão (ou redução)?
    Comecei acompanhando o blog há pouco tempo e estou gostando muito!

    • Guilherme 10/06/2015 at 20:27 #

      Olá Nuno, obrigado por sua participação!

      Sobre os cartões de crédito nacionais, os melhores são os da American Express e do Santander, porque basicamente oferecem as melhores pontuações e permitem uma maior variedade de transferências para parceiros aéreos.

      Em relação à possibilidade de negociação da anuidade, os do Santander têm cartões cuja anuidade já se encontra embutida no pacote de serviços, sendo que é possível obter a isenção/desconto pelo volume de investimentos mantido no banco.

      Os do Amex são mais difíceis em termos de negociação, mas mesmo assim também é possível: http://www.valoresreais.com/2013/11/04/como-eu-consegui-isencao-completa-da-anuidade-de-cartao-de-credito-mais-cara-brasil-american-express-the-platinum-card-r-1-20000/

      No Brasil, penso que o programa Smiles é o que atualmente oferece mais atrativos para acúmulo e resgate de milhas, embora eles constantemente alterem as tabelas de emissões para voos para o exterior.

      Abç!

      • Nuno 11/06/2015 at 20:23 #

        Muito obrigado pelas dicas! Vou dar uma olhada nas hipóteses!
        (é verdade, e o Smiles têm ótimas promoções de transferência e compra de milhas. Pena as regulares alterações…)

        • Guilherme 13/06/2015 at 18:07 #

          Valeu, Nuno, abç!

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×