Bomba! Delta Airlines acaba com a tabela de resgates! Se a moda pega no Brasil… (ou já pegou!?)

2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 2 2 Flares ×

O mundo das milhas e pontos foi sacudido semana passada com a bombástica notícia de que a Delta Airlines eliminou a tabela de resgates do seu programa de milhas SkyMiles, também conhecido como SkyPesos (graças ao baixíssimo valor que eles dão às milhas da Delta).

Delta

Agora, a Delta pode praticar qualquer valor em milhas para qualquer trecho, não se limitando aos valores usuais das tabelas de resgate que até então existiam.

Ter uma tabela de resgates é algo indispensável no mundo das milhas e pontos, pois permite ao cliente, ou seja, a você, calcular quantos pontos/milhas precisará acumular para garantir a emissão de um bilhete-prêmio. É uma maneira, assim, de garantir segurança e previsibilidade aos consumidores.

Ao eliminar as tabelas de resgates, a Delta dá um passo definitivo para enterrar de vez seu famigerado programa SkyPesos, já que você não saberá quantas milhas precisará acumular para emitir um bilhete-prêmio.

E se a moda pega no Brasil? (ou já pegou?)

No Brasil, infelizmente, as coisas tendem a caminhar para o mesmo rumo… se é que já não estão assim.

O Smiles e o Multiplus Fidelidade já não respeitam mais as tabelas que eles próprios criaram, de 10.000 pontos cada trecho nacional. Basta pesquisar qualquer data, em qualquer trecho, e você verificará que boa parte dos trechos apresentam valores que variam de 12.000, 15.000, 18.000, 25.000 e até 35.000 pontos/milhas por cada perna.

O Amigo Avianca ainda apresenta valores mais “padronizados”, de 10.000 e 30.000 pontos, mas não sabemos até quando, já que o programa tem poucos associados, quando comparado aos demais.

O Tudo Azul, então, nem se fala, pois eles não têm uma tabela padrão de resgates, chegando a cobrar o absurdo de até 45.000 pontos por cada trecho (ida OU volta) nacional.

Enfim, no Brasil, tabela de resgates é mais uma coisa pra “inglês ver” do que coisa a ser respeitada pelas próprias empresas aéreas.

Conclusão

Não bastassem as dificuldades inerentes às pioras dos programas dos cartões de crédito e de milhagens, acompanhados pela cotação do dólar, que caminha para R$ 3,50 (no câmbio das milhas e pontos), ainda temos que aturar mais essa notícia.

Não duvido nada que a Gol, cuja fatia é pertencente à Delta, também resolva adotar o mesmo procedimento em relação ao Smiles (na prática, já está assim).

No comments yet.

Leave a Reply

2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 2 2 Flares ×