Dólar utilizado na conversão dos pontos dos cartões Itaucard: 2,51 (dólar comercial: 2,22)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

É inacreditável, surreal, a cotação do dólar que o Itaú vem praticando na conversão dos pontos dos cartões de crédito Itaucard.

Recebi do leitor Júlio a fatura que vence agora em agosto de 2014, e o valor é simplesmente estarrecedor. Enquanto o dólar comercial vai sendo cotado na faixa dos R$ 2,20 a R$ 2,22, eis que os clientes dos cartões Itaucard recebem a seguinte pancada:

Itaucard Dólar Conversão Pontos

Isso mesmo. Para o Itaú, o dólar tá valendo R$ 2,51!

Tomando por base a cotação de fechamento de ontem do dólar comercial, R$ 2,22, o ágio praticado pelo Itaú é de estonteantes 13,5%.

Pelo visto o banco não se preocupa nenhum pouco em perder clientes para a concorrência, talvez pelo fato de sua base de clientes de cartões – formada principalmente pelas classes média e baixa – pouco ligar para programas de recompensas.

Contudo, é bom alertá-lo de que, com a popularização cada vez maior dos programas de fidelidade, é bem possível que talvez um dia no futuro essa relação se inverta.

8 Comments

  1. SwineOne 26/07/2014 at 12:54 #

    Que bom, andaram baixando! Há menos de 2 meses atrás estava R$ 3,05: https://twitter.com/lucasbraga/status/472545792973365248

    Na época disseram que foi um “erro sistêmico”, mas claramente estão apenas testando os limites da paciência dos clientes. R$ 3,05 o pessoal revolta, então vamos tentar R$ 2,51. Se brigarem muito, tenta R$ 2,45, e assim por diante. Sorte que eu me livrei há muito tempo desse banco maldito.

    • Guilherme 26/07/2014 at 16:21 #

      Impressionante, Swine!

      O negócio é ir pra concorrência mesmo.

      Abç

      • Lênio Jácome 26/07/2014 at 19:08 #

        Guilherme, o que é mais vantajoso hoje, usar o cartão de crédito, cartão de débito ou andar com dinheiro em espécie? Já vi comentários na net que o pessoal tá burlando o IOF de 6,38% comprando gift cards nos EUA, mas não sei exatamente como isso funciona

        • Guilherme 27/07/2014 at 09:43 #

          Lênio, o uso irá depender basicamente dos seus objetivos de viagem:

          – Se o objetivo for economizar o máximo de dinheiro que puder em itens que não irão trazer utilidade alguma em seu bolso – e por “itens” leia-se “tributos” – o uso de dinheiro em espécie é o mais vantajoso, pois, para cada R$ 10 mil de gastos no exterior, utilizando-se papel moeda ao invés de cartões eletrônicos se economiza a facada de quase R$ 700 (R$ 638 para ser mais exato);

          – Se o objetivo for maximizar o acúmulo de milhas, o uso do cartão de crédito acaba sendo a opção preferencial, mas sempre com aquele ônus de os gastos terem uma inflação automática de 6,38% decorrente do IOF;

          – O cartão de débito fica como um plano “B”, em situações emergenciais quando o cartão de crédito ou o cash não funcionarem ou não forem suficientes. Eu não conheço a estratégia de compras via gift cards, mas vou estudar a respeito.

          O uso de dinheiro em espécie é a opção menos segura, mas traz o benefício da economia de imposto, e o ganho de dinheiro adicional se você conseguir comprar papel moeda com uma cotação boa – inclusive o BACEN faz um ranking mensal dos bancos que trazem as melhores cotações.

          O uso do cartão de crédito tem a desvantagem do IOF, mas lhe permite por outro lado “prorrogar” o pagamento efetivo da conta para uma data futura, a qual, dependendo da data de vencimento e da data da compra efetiva, pode ser superior a 40 dias, fazendo com que o dinheiro que seria gasto com o débito ou cash possa render pelo menos algo em torno de 0,8% líquido (dependendo da aplicação financeira), o que amenizaria a mordida do IOF (e ainda tem o ganho das milhas).

          Enfim, a opção mais correta depende do seu objetivo final. Para mim, fica claro que, do ponto de vista do planejamento financeiro, a melhor opção é o uso de dinheiro em espécie.

          Abç e qualquer dúvida, é só perguntar!

  2. Lenio Jacome 27/07/2014 at 15:48 #

    Ok, Guilherme. Obrigado pelas dicas.

    • Guilherme 27/07/2014 at 21:34 #

      Oi Lênio, de nada. Sua pergunta foi tão boa que vai virar base para um post, amanhã.

      Obrigado e continue participando!

      Abç

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tudo Azul finalmente lança seu cartão de crédito: impressões iniciais | Meu Milhão de Milhas - 27/09/2014

    […] das compras em  pontos – que já chegou acima de R$ 3, isso mesmo, três reais cada dólar, e pior, isso foi confirmado pelo próprio Twitter oficial do banco; enfim, daria para escrever 200 parágrafos enumerando a quantidade de pontos negativos dos […]

  2. Itaú oferece o dobro de pontos no Sempre Presente pagando 4% a mais sobre o valor da fatura: não caiam nessa! | Meu Milhão de Milhas - 01/10/2014

    […] vista que o Itaú já andou fazendo a conversão dos pontos à taxa de R$ 3,05 por dólar (duvida!? Leia esse comentário do SwineOne), esses R$ 10 mil corresponderiam a USD 3.571,42. Como o Black pontua 2 pontos por dólar, em […]

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×